quinta-feira, 15 de julho de 2010

muito é o tempo



maria!

não sabe o caminho.

maria! maria! volte aqui!

maria!

não sabe o caminho.


porque nunca foi desenhado. não existe em um mapa, nem em um quadro ou um risco ou um borro. não é feito de estrelas, nem pedras, nem pistas. não há como segui-lo, nem prendê-lo, capturá-lo entre os dedos. porque o caminho está confinado em um tinteiro e se estende em todas as direções.

porque o tinteiro nunca deixou a estante da loja. nem a fábrica de origem. nem a ideia que o criou. porque não existia ideia. ela agora existe. existe e caminha. não, mais rápido do que isso, nesse enquanto os pés de maria giram no ar, e a ideia é algo que se pedala e imprime histórias no asfalto e não diz onde, nem quando, que, se maria nunca parar, não acaba, não existirá, nem existiu,
o caminho é sempre presente.

5 comentários:

Amanda disse...

qual será o meu caminho?!hihi.
lindo texto. ;*

Bruno disse...

Pobre Maria! e pensar que o que ela queria era apenas encontrar José.

Alguem disse...

Mtoo bonito o texto!!

Professor R Júnior disse...

Oi jess... sou amigo de sua tia Elaine.
Parabéns por seu blog...
passe no meu e comente também.
Gostei de seus textos.
Abração
R.Júnior

Ricardo Novais disse...

Belíssimo texto!