segunda-feira, 31 de março de 2008

Caramel




Carmelita ia com seus sapatos cor de mel
caminhando pelas ruas de papel
com seu sotaque carmel de deixar de dó
e toda avenida quase se suicida de tanta corrida
por seus olhos camelos, vagarosos sujeitos
perto dos cabelos caracóis, georgóis dos céus
fazendo pose de beldade bebendo na cidade
ia seu sotaque rouco roendo a puberdade
e se perguntando, o que é realmente a felicidade?
nessa festa via o mundo todo besta
com rabo de coelho e nariz de elefante
montou foi num camelo a procura do azul rinoceronte
girando pelo globo, Carmelita tropeça em caracóis
e pergunta, por que sois sóis tão amarelos?
sem saber onde que começa ou finda
ela caminha em busca do Senhor Caramelo
que de tanto doce saiu testando todo sal da terra
e por essa vida todo mundo quase grita
essa menina Carmelita e seu camelo caracol

3 comentários:

Luis_I disse...

e idéias douradas!

Solin disse...

*__*

Jéh.*~ disse...

ah!
solin, seus comentários são sempre bem-vindos.

=)